Depois de cirurgia e 3 meses de molho, Bruno Crivilin encara Mundial de Superenduro

Melhor piloto brasileiro em 2015 se junta aos craques no Mundial de SuperEnduro. Campeão Brasileiro, objetivo é aprender entre as feras da categoria Júnior

Melhor piloto brasileiro em 2015 se junta aos craques no Mundial de SuperEnduro. Objetivo é se divertir e aprender entre as feras da categoria Júnior. – Crédito da foto: Janjão Santiago

Crédito da foto: Janjão Santiago

Crédito da foto: Janjão Santiago

O público que for ao Mineirinho conferir a etapa brasileira do Mundial de Superenduro, dia 27 de fevereiro, não só vai poder acompanhar craques estrangeiros, como o alemão Manuel Lettenbichler e o português Luis Oliveira (campeão brasileiro de enduro em 2014), mas também algumas das revelações brasileiras, que não querem perder a oportunidade de aprender com os melhores do mundo. Caso do capixaba Bruno Crivilin. Com apenas 17 anos, ele não demorou a chamar a atenção das principais equipes do país. Em 2015, disputou o Campeonato Brasileiro pela Orange BH KTM Racing e, além de sagrar-se campeão brasileiro Júnior, foi o melhor brasileiro na temporada, ficando atrás apenas do seu companheiro de equipe, o norte-americano Ian Blythe, sendo o vice-campeão na Classificação Geral. Os bons resultados garantiram a renovação de contrato para continuar na equipe por mais um ano.

Depois de sofrer uma lesão no ombro no segundo semestre de 2015, o jovem piloto, agora com 18 anos, optou por realizar a cirurgia de reconstituição dos ligamentos do ombro ao fim da temporada. Mesmo sem acelerar por três meses e ainda retomando a rotina de treinos, Crivilin espera sucesso em seu primeiro contato com o Super Enduro.

_DSC0065 (2)

Crédito da foto: Janjão Santiago

“Para mim é uma experiência nova, estou acostumado a acompanhar pela internet e ano passado vi tudo de perto no Mineirinho. Engraçado é que de fora não parece tão complicado assim, mas todos os amigos que correram dizem que cada bateria são os seis minutos mais demorados da vida deles. Quero acima de tudo aprender e me divertir, e um bom resultado pode ser consequência. Correr uma etapa de Mundial representando meu país é um sonho que vou realizar e, mesmo sem ainda estar 100%, conto com a torcida de todos”, comenta Bruno, que vai pilotar uma KTM 250 EXC-F.

E o piloto não vai ter descanso. Exatamente uma semana depois de participar da etapa brasileira do Mundial de Superenduro, Bruno Crivilin já encara outro desafio, a abertura do Campeonato Brasileiro de Enduro na cidade de Caxias do Sul/RS, onde defende o título de campeão.

Mundial de Superenduro Os ingressos (primeiro lote) para o Mundial de Super Enduro estão a venda no site oficial da competição: www.mundialdesuperenduro.com.br. Os preços que vão de R$ 60 (arquibancada) a R$ 300 (camarote VIP, com camiseta, open bar e visita aos boxes).

O Mundial de Super Enduro no Brasil tem a Supervisão da Federação Internacional de Motociclismo (FIM), Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e Federação de Motociclismo do Estado de Minas Gerais (FMEMG). Realização da ABC Communications e organização da Quanta Sports.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s