Rally dos Sertões chega a sua metade – Confira um Balanço do que aconteceu até aqui

Tunico Maciel lidera a categoria Marathon e está em 6° na Geral - Crédito: Vinicius Brancaf/ Vipcomm

Tunico Maciel lidera a categoria Marathon e está em 6° na Geral – Crédito: Vinicius Brancaf/ Vipcomm

O Rally dos Sertões chega nesta quarta-feira na sua metade. Até aqui os pilotos já disputaram três etapas. Depois que terminarem o dia, faltarão mais três etapas para o final, em Foz do Iguaçu. Vamos conferir o que aconteceu até aqui:

  • Excelente piloto, o mineiro Dario Julio tem se saído um grande chefe de equipe e estrategista. Ao inscrever cada um de seus pilotos em uma categoria diferente, está brigando pela vitória em três categorias além da vitória na Classificação Geral.
  • Jean Azevedo tem usado toda sua a experiência para administrar o Rally. Venceu os dois primeiros dias e no terceiro, o mais longo até aqui, ele pode folgar a mão um pouco para não arriscar, principalmente depois de dar de cara com um caminhão na especial. O piloto ainda pegou uma cancela fechada. Fez o terceiro tempo, mas pela vantagem conquistada, ainda tem cerca de 4 minutos pro segundo colocado.
  • Por falar em segundo colocado, tanto Ramon Sacilotti quanto Gregório Caselani, segundo e terceiro respectivamente, estão correndo de Kawasaki KLX 450. Estão conseguindo ótimos resultados, colocando duas “verdes” entre os três primeiros. Vão ter que tomar um cuidado especial para conseguirem levar as motocas até o final, já que a moto tem um histórico de quebras. Até aqui fizeram um excelente trabalho!
  • As penalizações tem atingido vários pilotos do pelotão dianteiro. Adrien Metge, Tunico Maciel, Gregório Caselani, Marco Antonio Pereira e Tiago Fantozzi são alguns dos pilotos que já sofreram penalizações por excederem a velocidade em zona de radar ou por perderem waypoints. Dentre os pilotos que estão na frente da classificação, o recordista é o francês Adrien Metge, com 7 minutos de penalização acrescidos ao seu tempo até aqui.
  • Caçula da equipe Honda Mobil, o piloto Tunico Maciel tem feito uma grande prova até agora, se colocando sempre entre os primeiros colocados. Tunico tem apenas 21 anos e vem do Enduro de Regularidade. O mineiro venceu o Enduro da Independência na categoria Sênior em 2012. Apesar de ter ficado praticamente dois anos parado por causa da faculdade de Engenharia Agrícola, voltou no início deste ano e já está dando trabalho até para os mais experientes. Ocupa a 6a colocação na Classificação Geral e na categoria Marathon já tem mais de uma hora de vantagem para o segundo colocado. Talvez por causa da ansiedade, chegou a tomar uma queda no primeiro dia, mas sem gravidade, em baixa velocidade, o que não prejudicou, e uma outra queda no segundo dia. Também já sofreu uma penalização de um minuto, no segundo dia. No terceiro dia, com a especial mais longa do Rally, andou tranquilo e concentrado e garantiu a quinta colocação Geral.
  • O Bicampeão Brasileiro de Enduro de Regularidade, Guilherme Cascaes, tem feito uma excelente prova. Está na quarta colocação, apenas 9 segundos atrás do terceiro colocado, o piloto Gregório Caselani. Na categoria Production Aberta ele é o líder, colocando sua WR 450 da Equipe Yamaha Geração Rinaldi Rally à frente da CRF 450 do piloto Adrien Metge, segundo colocado.
  • Os acidentes estão assustando os pilotos. Já teve UTV dando frontflip (capotando pra frente) e pilotos abandonando a prova com fraturas. Caso mais grave até aqui foi o do piloto Guilherme Piva, que caiu no segundo dia e teve fratura nos dois braços. Foi socorrido pelo piloto Daniel Crema, da Equipe Yamaha Geração Rinaldi Rally que esperou o helicóptero médico chegar para então continuar na prova. Décimo colocado na Geral e segundo na categoria, na terceira etapa foi a vez de Crema abandonar a prova, com uma fratura de tornozelo.
  • Julio Bissinho Zavatti está dando conseguindo fazer bonito com sua CRF 230. O piloto ficou com a 15a colocação nos dois primeiro dias e em 10° na terceira etapa. No Geral já ocupa a 11a colocação, apenas 2 minutos atrás de Marcos Finatto, o 10°, com uma KTM 530.
  • Chama a atenção a ausência da KTM na competição. Com máquinas projetadas especialmente para o Rally, tem apenas uma motocicleta da marca entre os dez primeiros colocados. E exatamente na décima colocação, com o piloto Marcos Finatto. Queria ter visto alguns pilotos que corem pela marca, como Gustavo Pellin (KTM Sacramento) e Luiz Felipe Braga Bastos (Orange BH KTM Racing), por exemplo, participando da prova. Tenho certeza de que estariam brigando na frente. Quem sabe no ano que vem?
  • Ramon Sacilotti venceu a terceira etapa e está “na cola” do líder Jean Azevedo. Essa briga também se reflete na categoria Super Production. Na Production Aberta o líder é Guilherme Cascaes, com Adrien Metge 9 segundos atrás. Na Marthon Tunico tem mais de uma hora de vantagem pro segundo, mesma coisa que acontece na categoria 230, com Bissinho Zavatti tendo mais de uma hora de vantagem. Na Over 45 a briga está boa, com Norton Lopes na liderança, seguido por Eduardo Gouveia e Dimas Mattos. Moara Sacilotti está na quarta colocação.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s