As engrenagens que movem um gigante: Trail Clube de Minas Gerais

tcmgO Trail Clube de Minas Gerais, o mais antigo trail clube do país, é responsável por vários eventos durante toda a temporada. Já são tradicionais os cursos do Clube para formação de pilotos no enduro de regularidade, com parte teórica e prática. Grandes pilotos da atualidade já passaram pela “escolinha” do TCMG. E pensando ainda na renovação do esporte, o TCMG realiza também a Copa Pró Moto de Estreantes, para pilotos que estão começando. São três etapas, todas próximas a Belo Horizonte. Em 2014 cerca de 100 pilotos participaram da Copa.

O Clube é responsável também por algumas provas de Regularidade no Estado, como o Enduro da Inconfidência, prova de dois dias válida pelo Campeonato Mineiro e que acontece em Mariana, além de provas de Enduro padrão FIM, como o Enduro Solavanco, também pelo Campeonato Mineiro.

Moto 002 (2)Além de tudo isso, o TCMG é o organizador da maior prova de Enduro do país, o Enduro da Independência. Uma prova de quatro dias, onde o trabalho começa muito tempo antes e termina muito tempo depois dos quatro dias de competição.

Por trás de tudo existe uma equipe muito afinada e que trabalha muito para que tudo aconteça na mais perfeita ordem e harmonia, com tudo planejado nos seus mínimos detalhes. Toda a equipe trabalha, e muito, em completa sintonia.

A Diretoria do Trail Clube de Minas Gerais é composta por profissionais que em grande parte do tempo abrem mão de seus próprios compromissos e vidas sociais para se dedicar ao clube e a organizar, além de outras provas durante o ano, a maior e mais desejada prova de Enduro do país.

Gustavo Jacob, Presidente do TCMG

Gustavo Jacob, Presidente do TCMG

O presidente Gustavo Jacob é um exemplo. Seu trabalho é enorme durante todo o ano, e ele é o principal responsável pelo Enduro da Independência. Seu trabalho nna maior prova de regularidade do país começa, na verdade, muito antes da prova acontecer. Pode-se dizer que começa exatamente na hora que termina cada edição da prova. Quando chega o final do Enduro e todos se preparam para retornar pra casa, ali mesmo já começa o trabalho do Jacob, com os contatos para a viabilização da próxima edição. E durante todo este tempo entre uma edição e outra, várias são as viagens, reuniões e contatos com prefeitos, patrocinadores, equipes de trabalho. Definição de largada, chegada, cidades de pernoite, percurso, e inclusive a luta para conseguir viabilizar novas parcerias. Ele é quem fecha os contratos, cuida da parte política e técnica. E ainda arruma tempo para conferir toda a prova. Jacob é o Presidente e o coordenador ideal, que consegue reunir e coordenar de forma perfeita todos ao seu redor.

Nabil Zanhar

Nabil Zanhar

Nabil Zanhar, Vice-presidente do TCMG e Diretor Financeiro, está ali, como um verdadeiro bombeiro, disponível durante todo o decorrer da prova, para apagar qualquer incêndio e resolver o que for preciso. É ele também o responsável por efetuar os pagamentos e coordenar todo o caixa do Clube, antes, durante e depois da prova.

Ronald santi

Ronald Santi

Ronald Santi, Diretor de Enduro, é o responsável por definir, junto com o responsável pelo levantamento da prova, toda a parte técnica do Independência. Percurso, planilhas, médias, apuração, largada, chegada, etc. A parte técnica da prova está toda sob sua supervisão e controle. Tanto na largada, quanto na chegada da prova, é possível vê-lo, recebendo e cumprimentando cada um dos pilotos. A conferência da prova está também sob sua responsabilidade e todo o percurso é feito por ele para que nada dê errado.

E quem é responsável por azeitar toda essa máquina chamada Trail Clube de Minas Gerais é a Luciana Anjos, mais conhecida por “Lu do TCMG”. Ela é ela a responsável por ligar todos os pontos e é normalmente quem tem o contato direto com todos os pilotos. Se já não bastassem todas as atividades anuais do TCMG, pra ficar só no Enduro da Independência, seu trabalho já enlouqueceria quem não estivesse minimamente preparado para a função.

Conheça um pouco mais sobre essa guerreira, tão admirada por todos os pilotos do Brasil:

LUCIANA ANJOS

Lu TcmgLu, eu te amo!!! Lu, eu te amo!!!

O grito que começou em tom de brincadeira antes da premiação do Enduro da Independência cresceu e tomou corpo. E em pouco tempo partia de cada um dos pilotos e equipes de apoio, ecoando no Centro Esportivo Tancredo de Almeida Neves, mais conhecido como Tancredão,  em Vitória. O grito nada mais era do que uma forma de reconhecimento a Luciana Anjos, a secretária executiva do Trail Clube de Minas Gerais.

Dona de uma simpatia sem tamanho, é a principal referência e a primeira pessoa a ser procurada pelos pilotos, seja atrás de uma simples informação ou para resolver um grande problema.

Quem vê a Lu ao final de uma prova da dimensão do Enduro da Independência, não tem noção da quantidade de trabalho que teve até chegar ali. E se engana quem acha que o trabalho terminou por ali.

Peça importantíssima do Trail Clube de Minas Gerais, Luciana Anjos trabalha de forma integral com toda a Diretoria, sendo uma peça fundamental da engrenagem durante todo o ano.  Quem chega ao local de largada do Enduro da Independência e vê tudo impecavelmente organizado, não faz ideia do trabalho que já foi feito pela Lu.

Foto: Valdecy Mais Trilhas

Foto: Valdecy Mais Trilhas

O trabalho burocrático é enorme e começa muito antes da prova acontecer. Definido o percurso e cidades por onde a prova vai passar, é preciso providenciar convênios e alvarás com as Prefeituras, Polícias Estadual, Rodoviária e Militar, reservar hotéis para colaboradores (um staff com cerca de 150 pessoas). Tudo é minuciosamente documentado.

E enquanto vai fazendo o trabalho burocrático, já começa a divulgação nas redes sociais e o controle preciso das inscrições. É preciso também confeccionar os jalecos, as planilhas e todo material dos pilotos, de forma precisa, sem erros e nos prazos estipulados. Providenciar podio, troféus, grid girls e todos os detalhes do evento.

E quando o evento chega Luciana é a responsável pela secretaria da prova, além de acompanhar os detalhes de acomodação dos colaboradores, novos contatos com autoridades e policias estadual, federal e militar.

Lu Tcmg 2Esse ano teve a responsabilidade de chegar a cada local de pernoite antes dos pilotos e de toda a comitiva para preparar tudo, coordenar a montagem da cenografia do evento (a exceção foi Vitória).

Na chegada está a postos, conferindo cada detalhe, o sorriso de satisfação de cada piloto e montando já toda a parte do cerimonial de premiação.

E depois que tudo acaba, que a premiação é realizada, todo o trabalho terminado, é enfim hora de ir para o hotel e descansar. Mas o trabalho não termina aí.

Porque logo depois da prova é hora de emitir os relatórios e gráficos da prova, fazer os balanços, pesquisas de satisfação com os pilotos e parceiros e além disso, já começa o trabalho de um novo independência.

Por isso o grito em Vitória era mais que justo: Lu, nós te amamos!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s