Um dia pra não sair da memória

BC Chafariz

Esta edição do Enduro da Independência não sairá tão cedo da memória de um piloto – se é que um dia sairá.

BC descida de pedraApesar de não estar acostumado com o enduro de regularidade (sua praia é o enduro FIM), o piloto Bruno Crivilin, aceitou o desafio de correr a prova e, para complicar, na categoria Sênior, que tem um nível altíssimo de disputa. No primeiro dia foi mal na primeira etapa. Se recuperou e venceu a segunda. No segundo dia foi mal na primeira etapa. Venceu a segunda. No terceiro dia foi mal na primeira etapa. Voltou a vencer a segunda. No último dia não deu chances e venceu as duas etapas.

Além de vencer todas as segundas etapas de cada dia, foi o maior vencedor da categoria, com cinco vitórias em oito etapas. O suficiente para conquistar a segunda colocação na mais disputada prova de enduro do país.

Isso já seria o suficiente para ficar na sua memória. Mas foi depois da prova que a coisa ficou melhor.

Com Sandro Hoffmann: impossível segurar as lágrimas

Com Sandro Hoffmann: impossível segurar as lágrimas

O piloto Sandro Hoffmann, de quem Crivilin é fã confesso, trouxe um presente para o piloto. Um boné, que Sandro havia guardado por mais de dez anos. Sandro falou com Bruno que era fã de Jeremy McGrath e que um dia havia conseguido esse boné, igual o de McGrath. E que agora repassava para ele, “um presente para seu sucessor” (o primeiro patrocinador de Sandro foi o Antônio Carlos Tatau, da Moto Litoral, que agora patrocina Bruno). Com o gesto de Sandro, o maior colecionador de títulos do Brasil, Bruno não conseguiu segurar as lágrimas, chorou mesmo.

O troféu entregue pelo "Tio Telão"

O troféu entregue pelo “Tio Telão”

E se não bastasse, veio a hora da premiação. Amarildo Martins, locutor oficial do evento, chamou para entregar o troféu ninguém menos que Aloisio Sfalsim, o maior incentivador e aquele que faz de tudo pra que Bruno possa participar das provas. O “Tio Telão”. E Bruno, sem conseguir conter as lágrimas, chorou mais uma vez.

Conheço bem o Bruno. Seu caráter e sua humildade. Tenho certeza de que até agora deve estar emocionado pelo dia que teve. Um dia que não sairá de suas lembranças.

Parabéns Bruno. Isso é só o começo!

A família estava presente prestigiando o piloto na chegada do Enduro - pai, irmãos e tios

A família presente, prestigiando o piloto na chegada do Enduro – pai, irmãos e tios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s