Dakar 2014 tem etapa complicada: Barreda Lidera, Cyril se dá mal e Dário continua entre os Top 20

barreda 3o dia Dakar

A 4ª etapa do Dakar foi recheada de surpresas. O vencedor do dia foi o espanhol Juan Pedrero Garcia, com uma Sherco 450. O piloto largou na 43ª colocação, acelerou forte e conseguiu completar a especial de quase 400 quilômetros a apenas 29 segundos à frente do segundo colocado, o chileno Francisco “Chaleco” Lopez. A vitória só foi conquistada no final, já que em todos os controles de passagem o chileno aparecia na liderança. Mas o resultado não foi de todo mal para Chaleco, que tem sido constante até aqui e ocupa a 3ª colocação geral.

O terceiro colocado no dia de hoje foi o espanhol Marc Coma, da KTM, que agora parece o mais forte concorrente para o espanhol Joan Barreda Bort, da Honda, o líder até aqui. A diferença entre os dois agora é de pouco mais de 3 minutos. Apesar de ter decidido por uma estratégia conservadora no dia de hoje, Barreda teve problemas no final da especial.

Na liderança até aqui, Barreda se prepara para o 5º dia de prova - Foto: Arquivo Pessoal

Na liderança até aqui, Barreda se prepara para o 5º dia de prova – Foto: Arquivo Pessoal

“Tudo parecia estar indo bem mas, no final da etapa, me confundi em uma entrada. Perdi muito tempo, tive que voltar do trecho errado. Entrei em uma área rochosa, foi difícil, estava nervoso. Mas tenho que olhar para o lado positivo. Amanhã é outro dia, tudo vai correr bem”, lamentou Barreda.

Um dos favoritos, o francês Cyril Després foi muito mal no dia de hoje. Ficou a mais de 40 minutos dos líderes, na 16ª colocação, e agora ocupa apenas a 6ª posição geral.

Já o brasileiro Dário Júlio, da equipe Honda Racing Brasil, precisou se superar para finalizar a quarta especial. Para ele, foi a mais complicada até agora do Dakar. Dário terminou a especial de hoje na 22ª colocação e ocupa a 17ª posição geral na prova. O mineiro de Lavras tem feito uma prova consistente até aqui, ainda que tenha declarado antes da competição que usaria esta edição do Dakar apenas para conquistar experiência na prova.

    Foto: Victor Eleutério / Vipcomm

Dário mantém tocada consistente – Foto: Victor Eleutério / Vipcomm

“Sem dúvida, foi a etapa mais difícil. Nem sei como consegui terminar. Errei em uma parte e percorri 12 km a mais. Além disso, caí em um atoleiro, o que fez do meu dia ainda mais tumultuado. O espírito do Dakar é esse, um desafio que exige habilidade e muita cabeça para enfrentar qualquer adversidade”, afirma o estreante na prova, que utiliza a CRF 450X.

Jean Azevedo teve problemas com o guia da corrente da moto e não completou o dia. O paulista sofrerá penalizações, porém continua na competição. “Vinha andando muito bem e fiz várias ultrapassagens. É uma pena não conseguir terminar a etapa, o que me tira a chance de um bom resultado na classificação geral. Agora é fazer todos ajustes necessários e tentar fazer bem os próximos dias”, diz o piloto de São José dos Campos (SP).

Atualização – 09/01/2014:
Como Jean ficou sem passar por mais da metade dos WP e dos controles de passagem do dia de ontem, ele está fora da prova.
“Infelizmente o regulameto prevê que quem não passar por uma determinada quantidade de waypoints e Controles de passagens está fora. Foi o que aconteceu comigo, deixei de passar por mais da metade nessa quarta etapa. Lamento demais estar fora…”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s