Bananalama, maior encontro de trilheiros do mundo, bate novo recorde

bananalama 2

O Bananalama, que em 2012 entrou para o Guinness Book como o maior encontro de trilheiros do mundo, bateu um novo recorde em 2013. Organizado pelo Clube de Trilheiros Bananalama desde 2.004 na pequena cidade de Corupá, localizada na região Norte de Santa Catarina, desde a primeira edição o objetivo foi reunir os amantes da modalidade numa grande festa. Sua estreia foi modesta, com 319 inscritos, mas o encontro cresceu rapidamente. Em 2012 foram 2.456 motociclistas a encarar o desafio. O número acabou entrando para o Guinness World Records, oficializando o evento como o maior encontro de trilheiros do mundo. Em dez anos, o Bananalama registrou 18.165 participantes,

bananalama 1E a edição de 2013 bateu o recorde, foram 4.281 inscritos. Apesar do número, é outro número que conta para o registro: largaram para as trilhas 3.312 motos, 1.180 a mais do que na edição 2012.

“Tivemos um total de 4.281 inscritos, mas muitos não passaram pelo grid ou foram na garupa, então aquele é o número oficial. Esta conquista não é apenas nossa, mas de cada um que marcou presença. Com a ajuda de nossos parceiros, fizemos de tudo para oferecer um grande evento. Esperamos ter atendido a expectativa de todos. Fica aqui registrado nosso agradecimento”, afirma o presidente, Alisson Siqueira.

Foram mais de 60 mil pessoas que compareceram à festa realizada entre os dias 4 e 7 de julho, mais de 4 vezes a população de Corupá, que é de 14.006 habitantes.

A nova marca já foi registrada pelo Rank Brasil, que esteve presente para acompanhar o processo, desde a inscrição até a largada. O reconhecimento é um grande aval para que o Guinness Book também faça a homologação. Toda a documentação necessária foi levantada e nos próximos dias deve ser encaminhada a sede do livro, em Londres, na Inglaterra. Não há prazo para uma resposta, mas pela experiência anterior, acredita-se que ela saia até o fim do ano.

O percurso teve cerca de 60 quilômetros e contou com a participação de pilotos de todos os níveis, alguns mais experientes, outros nem tanto. Quem deu as caras no evento foi o piloto Paulo Stédile, campeão brasileiro de motocros, velocross, cross-country, supermoto e supercross, mas que nunca havia participado de um evento desta modalidade.

bananalama 3 stedile“Dei risada do início ao fim e fiz muita gente rir também com as minhas trapalhadas. Sou um verdadeiro roia. Logo no primeiro riacho, deixei a moto morrer e cai, levando outros trilheiros comigo. A experiência é incrível, a largada então, é emocionante. Eu estou acostumado a alinhar com 40 motos no gate e me vi cercado de milhares de pessoas, não tem como não se arrepiar. Quase não acreditei quando me falaram que ela durou cerca de uma hora”, disse Stedile.

O Bananalama 2013 sorteou 10 motos entre os trilheiros inscritos: foram quatro CRF 230, duas CRF 150 e mais quatro Biz 100 KS. Além das motos, várias carretinhas e diversos brindes também foram sorteados entre os participantes.

Além da tradicional trilha e do sorteio de prêmios entre os participantes, o Bananalama contou ainda com diversas atrações radicais e musicais. O atleta Fred Kyrillos, atual campeão da Copa Brasil de Motocross Estilo Livre, participou da programação com seu show. As Equipes de wheeling e drifting também fizeram a alegria da galera. Aconteceram ainda várias atrações musicais: entre as bandas, destaque para a RPM do cantor Paulo Ricardo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s