Sobre CRF´s e TTR´s

Este site não vende peças e não faz preparação de motos. As preparações que tem no site são extraidas dos sites das oficinas que realizam a preparação. Portanto para saberem mais informações sobre o tipo de preparação, sugiro entrar em contato direto com o preparador.

____________________________________________________________________

TEST-DRIVE CRF 230F

Depois de 3 anos parado, estou de volta ao mundo off-road. Através da Motosmar/Honda, adquiri uma CRF 230, motocicleta de fabricação nacional que era destinada apenas ao mercado externo, mas que agora (já tem cerca de 1 ano) está sendo comercializada no Brasil. A moto é voltada exclusivamente para o off-road, pronta pras trilhas.

Nunca tinha andado na CRF, mas muitos amigos que andaram na moto me falavam “a moto foi feita pra vc”, “vc vai adorar a moto”, “pra seu peso e seu tamanho é ideal” e algumas coisas desse tipo. Peso 65 quilos e meço 1,68. Porém ainda tinha alguns preconceitos, apesar de nunca ter andado com a moto.

Há uns 20 dias tive a oportunidade de experimentar a CRF, porém não quis tecer nenhum comentário anterior aqui, pois andei apenas uns 30/40 quilômetros de trilhas leves. No penúltimo final de semana andei mais, andei cerca de 100 quilômetros de trilhas mais pesadas na sexta-feira (feriado) e uns 70 quilômetros no sábado. E no último final de semana participei de um enduro de cerca de 250 quilômetros.

Andei portanto em quase todo tipo de trilhas e em todas as situações, desde uma trilha tranqüila a um enduro, competindo na categoria principal e com um nível bastante competitivo. Andei em todo tipo de terreno e trilha. Trilhas travadas, de média, de alta, pedras, areião, estradas, etc. Deu pra fazer uma análise completa da moto.

Já na primeira oportunidade, alguns de meus preconceitos foram por água abaixo. A moto tem um posicionamento legal, é fininha e super leve. A ciclística é fantástica e a moto é muito fácil de andar. Não cansa e não desgasta o piloto.

Mas o que me surpreendeu mesmo foi o desempenho do motor. A moto é muito mais esperta que a Tornado e aliada ao fato da moto ser muito mais leve, ou talvez por isso mesmo, se porta muito bem nas trilhas e tem ótima resposta, principalmente nas trilhas de baixas e médias velocidades. As retomadas são rápidas e as marchas bem escalonadas. A relação secundária é ideal, bem dimensionada e não precisa alteração, a moto chega fácil aos 80/90 quilômetros por hora. (No enduro cheguei a passar dos 100, pra tirar atraso).

O freio dianteiro é muito bom, a disco. O freio traseiro, apesar de ser a tambor, não deixa a desejar, proporciona freadas suaves e precisas e não trava.

A minha apreensão maior era quanto às suspensões, principalmente dianteira, mas as suspensões são macias e confortáveis. Para quem está começando e para quem pesa menos de 80 quilos, acho que nem precisa alteração. Porém para um estilo de pilotagem um pouco mais agressivo e para pilotos “com um pouco mais de peso”, sugiro colocar um emulador de suspensão na dianteira. O emulador de suspensão permite controlar a velocidade em que a suspensão se desloca e permite algumas regulagens, tanto na absorção de impactos quanto no retorno da suspensão.

Conclusão:

A minha opinião, conforme já havia escrito aqui antes, é que o mercado vai ser dominado pelas vermelhinhas. A CRF é muito boa e não fica muito atrás das importadas, mas fica muito à frente das outras nacionais. A relação custo/benefício é o ponto alto, já que custa metade do preço de uma importada e a diferença entre elas não é tão grande assim. A moto é muito divertida e atende desde aqueles que estão iniciando nas trilhas quanto aqueles que já tem experiência. Basta lembrar que o Enduro da Independência deste ano foi vencido na categoria Máster por um piloto em uma CRF 230 original, apenas com preparação na suspensão dianteira. Dependendo do percurso, se muito travado, ainda acho que a CRF é mais adequada que muitas importadas.

A conclusão é que a CRF 230 é disparado a melhor escolha entre as motos nacionais para a prática do off-road. Entre qualquer outra moto nacional ou uma importada velha, fico com a CRF 230, sem dúvida nenhuma.

Ah, e quanto ao enduro de que participei no último final de semana, fiquei com o 1º lugar, à frente de uma Yamaha WR 250F e de uma KTM 450F…

 
____________________________________________________________________

CRF 230 X TTR 230

crf-2008.jpg yamaha_ttr_230.jpg

Alguns dias atrás tive a oportunidade de testar a nova TTR 230 da Yamaha. Coloquei em um post lá embaixo que depois colocaria aqui minhas impressões. Nesse meio tempo, recebi várias ligações e muita gente me perguntou a minha opinião e as diferenças entre as duas, a CRF da Honda e a TTR da Yamaha.

Em vez de apenas colocar aqui a minha impressão sobre a TTR, farei diferente. Colocarei a minha impressão sobre ela ( já falei aqui as minhas impressões sobre a CRF no post “Test Drive – CRF 230″ aí acima) e farei uma análise entre as principais vantagens e desvantagens de ambas.

Quero aqui dizer, antes de começar a entrar nos detalhes, que é apenas minha opinião pessoal, às vezes o que é um ponto negativo pra mim pode ser positivo pra outro ( e vice-versa).

Confesso que apesar de ser um amante das motos 2 tempos, fui surpreendido com essas 4 tempos. Já estou andando na CRF há quase 3 meses e já andei perto de 1.500 quilômetros, enquanto com a Yamaha não andei mais que 30 minutos, mas deu pra ter uma noção das diferenças, já que desci de uma e subi na outra imediatamente. Vale aqui outra observação: estava andando na CRF 2007, e a 2008 já tem algumas mudanças, como guidão mais alto e mais largo.

Estava fazendo uma trilha com alguns amigos, enquanto Fáusio “Bicho do Mato” Silva realizava seu “Desafio do Ano de Enduro Fim”. Aproveitei e participei com a CRF. Depois de fazer duas voltas pelo circuito, cheguei ao Bar do Fernando, onde a DN Motos estava realizando o Test Drive da TTR. Desci da CRF e subi na TTR.

De cara já senti a diferença de posição das duas motos. Achei a pedaleira da TTR mais próxima do banco, com isso as pernas ficam mais dobradas. Eu que não tenho nem 1,70m já senti a diferença, acho que quem for maior que eu vai sentir mais. Tirei essa dúvida na semana passada quando pude medir a distância da pedaleira para o banco e a CRF tem 4 centímetros a mais que a TTR.

Saí com a TTR e aproveitei, já que estava tendo o Enduro Fim, pra marcar meu tempo na TTR, já que havia feito o mesmo percurso na CRF. O fato é que com a TTR consegui baixar o tempo em 9 segundos (TTR: 3min 06seg / CRF: 3min 15seg). Considerando que já conhecia o percurso por ter dado 2 voltas com a CRF, a tendência era mesmo baixar o tempo, mas acredito que o trecho, por ser com piso irregular, favorecia a TTR por causa da suspensão dianteira, uma vez que ainda não havia preparado a suspensão da CRF.

Quanto às principais diferenças entre ambas, vamos lá:

Enquanto a CRF tem um motor melhor em baixas e médias rotações, melhor para trilhas mais travadas, a TTR tem uma melhor resposta nas altas rotações.

Outra diferença que percebi de imediato foi em relação às suspensões dianteiras. A CRF tem um amortecimento frontal mais progressivo e maior rendimento no final de curso (como nos saltos ou em maior velocidade). Já a TTR tem uma melhor resposta nos pisos irregulares (como costelas e erosões).

De resto, pouca diferença entre ambas. Freios, suspensões traseiras, estabilidade, aderência… Tudo muito parecido.

Querem que eu saia de cima do muro? Quer saber qual a melhor? Na minha opinião não existe a “melhor”. Vai depender do gosto de cada um. A diferença entre as suspensões pode ser alterada com um bom ajuste ou preparação – a minha CRF por exemplo tem a suspensão preparada pela Motosmar. Se quiser alterar a resposta para baixas ou altas rotações, também é possível alterar a relação secundária (coroa/pinhão). Posso dizer que pessoalmente, fico com a CRF. E quem for maior que eu, também acho que a CRF é a melhor escolha já que a diferença principal, que é a distância entre as pedaleiras e o banco, não dá pra alterar…

____________________________________________________________________

CRF 230 preparada pela Zenni Preparações
Lançada em agosto de 2006 a CRF230 logo tornou-se uma motocicleta ao gosto do aficionado pelo segmento off road. Destinada até então somente para o mercado norte-americano, a moto voltou a oferecer aos brasileiros, após muitos anos, a opção de se adquirir uma motocicleta construída especificamente para o uso no fora de estrada.

Dessa forma, todo seu projeto foi focado no desenvolvimento de um modelo que atendesse às exigências mínimas de quem irá colocar a motocicleta para percorrer as trilhas ou enfrentar os saltos e curvas fechadas de uma pista de motocross.

Embora nos Estados Unidos a CRF 230 seja uma moto destinada ao segmento entry level (iniciantes), por aqui ela faz a alegria tanto daqueles que estão começando no esporte como também, de quem já tem mais tempo de janela mas não está disposto a bancar os elevados custos de manutenção provenientes de uma moto importada. Com isso, rapidamente começaram a surgir peças e kits de preparação voltados a melhorar a performance da moto.

Uma das soluções interessantes presentes no mercado é apresentada pela Zenni Preparações, que desenvolveu um método de melhoramento do modelo, sem alterar sua cilindrada. Os ganhos de performance são obtidos sem comprometer a durabilidade do motor, algo muito comum quando da utilização de kits de aumento de cilindrada.

Melhorias
A empresa, sediada em Itu (SP), traz para a CRF 230 a experiência acumulada em diversos anos neste segmento e empresta o know-how de quem prepara motos especiais de competição de alta performance, para a obtenção de melhores respostas tanto do motor, quanto das suspensões, oferecendo um pacote completo de otimizações para o modelo nacional.

Como citado, o motor permanece com sua cilindrada inalterada (223 cm3), bem como o diâmetro e curso do pistão (65,5 x 66,2 cm), entretanto, alguns refinamentos foram realizados o cabeçote, como a redução de peso do magneto e rebalanceamento eletrônico com redução e peso do virabrequim. Com isso, a taxa de compressão do motor pulou dos 9,0:1 para 10,5:1, sem que houvesse qualquer ampliação em sua capacidade volumétrica. O carburador também permaneceu o mesmo (um PD9CE, com diâmetro de venturi de 26,0 mm), mas recebeu refinamentos em seu interior.

Embora a bateria também tenha sido mantida original, um novo CDI foi adotado, com uma nova programação em seu mapa e com essas simples, porém significativas alterações, o resultado no dinamômetro foi evidente: a moto passou de 19,3 cv a 8 mil giros no motor original, para 26,5 cv a 10,5 mil rotações – ganho de mais de 37%.

Tal melhoria também refletiu-se no torque, que pulou do original 1,92 kgf.m a 6,5 mil rpm para 2,3 kgf.m a 7,5 mil rpm (19% a mais de aproveitamento).

Com isso, o motor tornou-se, além de mais forte, mais elástico, contribuindo para uma melhoria em todas as faixas de giro, o que se reflete em mais força em baixas, médias e altas rotações, sem, entretanto, comprometer a durabilidade do propulsor.

Mas como apenas ganhos no motor não são capazes por si de oferecerem melhorias na performance da motocicleta como um todo, a Zenni Preparações também desenvolveu um trabalho nas suspensões da CRF 230, capaz de ampliar seu curso e oferecer melhores respostas. Com o conhecimento adquirido ao longo de mais de 18 anos de experiência no segmento e também com a realização de cursos nos Estados Unidos, a empresa criou novas suspensões, que agora, contam com a possibilidade de regulagens por sistema de clicks (semelhante aos encontrados nas importadas). Embora mantido, o sistema telescópico nos garfos foi adotado de nova genética e molas que além de oferecerem um funcionamento mais otimizado de acordo com as características físicas e técnicas de cada piloto que permite que o curso fosse ampliado de 240 mm para 250 mm; na traseira, foi mantido o sistema de monoamortecedor com link, mas agora conta com a opção de regulagem e com novo curso: de 240 mm para 250 mm.

Com isso, abre-se uma nova possibilidade no segmento, permitindo ao proprietário da motocicleta a opção de obter melhor rendimento de sua moto sem, contudo, alterar a durabilidade de seu motor.

*Extraído do site da Zenni Preparações

____________________________________________________________________

CRF 230 -> CRF 270: Preparada pela Polaco

crf11.jpg

A CRF 230 já era fabricada no Brasil há alguns anos e exportada para o exterior, onde apenas os gringos tinham a oportunidade de degustar um brinquedo tão especial, já que toda sua linha de produção era destinada ao mercado externo.
Com a valorização do Real frente ao dólar, o projeto foi repensado e parte da produção foi destinada ao mercado interno, com a CRF podendo chegar finalmente às nossas mãos.
Com o lançamento da CRF no mercado nacional, várias empresas já estão lançando vários kits para aumentar a performance da moto, como já foi publicado aqui em outros posts. Já colocamos aqui matéria dos kits da IKAT DO BRASIL e do SANDRO HOFFMANN

Agora, mais uma empresa lança um kit de preparação para a CRF 230. A Polaco Motos / Polaco Preparações, que está lançando também um kit de 400cc para a Honda Tornado, está também lançando no mercado mais um kit de preparação para a Honda CRF 230.

A Polaco está desenvolvendo um projeto especial incluindo motor, suspensão, freios e um design totalmente arrojado.

Segundo o site da empresa, foram seis meses de trabalho rigoroso em banco de provas e pista de testes, para fazer uma apresentação da off-road nacional preparada pela Polaco Motos, a nova Honda CRF 270cc.

crf1a.jpg crf21.jpg

Vão aí as preparações da POLACO com os respectivos preços:

Kit do Motor:
Foi feito a troca do cilindro, pistão, anel e biela.
Cilindro em cromo duro forjado e pistão com saia Grafitada, anéis em cromo duro e biela reforçada c/diametro 17mm no pino de pistão, ambos marca Honda. Peças importadas made in japan. R$ 1.100,00

Cabeçote:
Foi feito uma preparação no fluxo e ângulos de válvula ad, ex. Também temos a opção de instalação de válvulas ad, ex com diâmetros maiores.
R$ 250,00

Comando:
Foi instalado um comando com a graduação de quase 300graus e com over lap bem diferenciado do original. R$ 380,00

Carburador:
Manteve o original porem foi aumentado o diâmetro do venturi e do pistonete em 30% e foi feito uma preparação nos difusores e giclês p/ uma pulverização ideal de mistura. R$ 200,00

Ignição:
Manteve o original mas foi desenvolvido um remapeamento para ter um novo grau de avanço, permanecendo o limite de giro.

Sistema de ar:
Foi feito uma espuma com formato maior, porém com 3 estágios filtrantes. Retrabalhamos a caixa e condutor de ar para uma perfeita eficiência volumétrica. R$150,00

Embreagem:
Foi instalado discos e separadores a mais do original com molas especiais, permanecendo o conforto no manuseio da embreagem. R$ 300,00

Conjunto de escapamentos:
Foi desenvolvido um coletor com 42,5mm na saída do motor com expansor de gás até a junção. R$ 180,00

Na ponteira foi usado um coletor de 50mm ambos cromados e o abafador especial mais curto da marca pro-tork mod. 788 e também no modelo V-Pró.
R$ 500,00

Além de tudo foi construído uma versão com duplo escapamento com tubos dimensionados. R$ 800,00

crf-2escap.jpg
Versão com Duplo Escapamento

Suspensão:
Foi aumentado o curso da suspensão em 30mm e instalado válvulas emuladoras na dianteira. Ambos utilizados fluídos sintéticos e na traseira manteve a cápsula de nitro original, porém com uma nova pressão de nitro, sem precisar furar ou cortar o mesmo. Além de aumentar o curso em 25mm, fizemos uma nova genética de revalvulação, para obter uma progressividade no hidráulico. Ideal para quem procura uma maior performance na modalidade a ser praticada. R$ 600,00

Guidão:
Modelo Fat bar com adaptadores, ambos da marca Mônaco Aluminium R$ 450,00

Raiação:
Raios de 4mm importado, especial para motocross (cromados) R$ 400,00

Adesivos personalizados:
Capa do banco antiderrapante, laterais, abas, number plate, balança, bengalas e páralamas R$ 400,00

Freios:
Freio traseiro disco 220mm com pinça brembo, flexível aerokip com parafusos em alumínio e terminais banhados, burrinho de freio Nissin, sistema de fixação comparado com original. A partir de R$900,00

Banhos Especiais:
Banho de cromo niquel ou dourado em peças de ferro e alumínio: parafusos, suporte, molas, porcas, raios, pedais, etc…

Pintura especiais em cores lisas e metálicas (tricout) com efeitos especiais. Pinturas em peças que trabalham em alta temperatura.

Banho de anodização em alumínio fundido e laminado aros, cubos, mesas, etc, em todas as cores. Total Banhos: R$ 2.500,00

crf-pot.jpg crf-torque.jpg
Testes em Dinamômetro

Mais informações sobre a preparação da Polaco para CRF 230 você encontra clicando AQUI

____________________________________________________________________

Vídeo – Apresentação da CRF 230

Esse vídeo foi feito pelo site MOTOX na apresentação da CRF 230 pela Honda, e o interessante é a entrevista com o Wilson Yasuda, Presidente da Honda do Brasil. Ele fala inclusive sobre a criação de uma nova categoria no Motocross Nacional, somente para motos CRF 230.

____________________________________________________________________

Preparação para CRF 230 – Kit Sandro Hoffmann

preparacao-crf-hoffman.jpg

Além do Kit de preparação para CRF 230 da BBR (Ikat) que já postei aqui (clique aqui pra conferir), uma preparação que também já vem com pedigree é a realizada pelo piloto trocentas vezes Campeão Brasileiro de Enduro de Regularidade, Sandro Hoffmann.

O kit para CRF230 vem com preparação do cabeçote, suspensão dianteira e traseira.

A prepapração da suspensão fica com curso maior, o motor recebe preparação no cabeçote e não aumenta a cilindrada, mas a moto fica bem mais rápida do que a original, com resposta de aceleração muito mais eficiente.

Sandro também prepara a Honda Tornado, e pra quem lembra, foi várias vezes campeão com uma tornado preparada por ele, mesmo competindo na categoria Master e disputando com motos importadas.

Se quiser conferir, é só acessar o site do piloto, clicando AQUI

preparacao-tornado-hoffman.jpg
____________________________________________________________________

Dúvida do Internauta: Porque a CRF “fuma”?

O internauta Davidson escreve com a seguinte dúvida:

Gostaria de saber porque a CRF 230F “fuma” por alguns instantes ao dar partida???

Bom, respondendo ao Dawidson e aos outros internautas do site:

São vários os possíveis motivos que fazem a CRF fumar quando fria. E pode ficar tranquilo que não é nada grave não, isso é normal (A não ser que continue fumando quando o motor estiver quente). Se vc for em uma concessionária Honda pode ver que mesmo a CRF “0km” fuma um pouco quando vc a liga com motor frio.

É possível que seja pela acumulação de óleo no fundo do filtro que é queimado ao ligar o motor e em seguida desaparece.

Pode ser também pela “borra’ da gasolina que fica no carburador (quando vc desliga a moto fica um pouco de gasolina no carburador, e quando a gasolina evapora fica um pouco de borra/resíduos). E a gasolina parada apodrece também. A gasolina podre perde sua octanagem e não fornece as condições necessárias para o funcionamento normal do motor. Um motor funcionando com gasolina velha pode apresentar falta de lenta e saída de fumaça preta pelo escapamento.

Também pode ocorrer a fumaça porque fica um acúmulo de óleo no cabeçote que eventualmente passa p/ a câmara de combustão pelos retentores de válvulas. O excesso de óleo no motor também colabora p/ a fumaceira.

Porém, fique de olho, o que não pode ocorrer é fumar direto (andando e com motor aquecido).

Verifique sempre o nível de óleo do motor:
1. Apóie a motocicleta na posição vertical numa superfície plana e firme.
2. Acione o motor e deixe-o funcionar em marcha lenta por 3 a 5 minutos.
3. Desligue o motor. Após 2 a 3 minutos remova a tampa/vareta medidora do nível do óleo. Limpe-a com um pano seco e reinstale-a SEM ROSQUEAR. Remova-a novamente e verifique o nível do óleo. O nível deverá estar entre as marcas superior e inferior da vareta.
4. Se necessário, adicione o óleo recomendado, até atingir a marca de nível superior. Não abasteça excessivamente.

OBS.: Você sabia que a Honda disponibiliza um 0800 para atender você? Segundo o Manual, você deve entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente Honda, que tomará as providências para assegurar sua satisfação, toda vez que um problema em sua CRF não for solucionado na rede de concessionárias autorizadas.
Atendimento ao cliente: 0800 55 22 21 (Segunda a sexta-feira das 08h30 às 18h / dias úteis).
____________________________________________________________________

Freio à Disco Traseiro da CRF 230

Para quem busca melhorias na CRF 230 já existem boas opções no mercado. Como por exemplo o sistema de freio à disco traseiro com disco wave. A Adrenalina (nossa nova parceira) vende o sistema completo. Acompanha: cilindro mestre, cilindro de freio Nissin, flexível de freio, mangueira, reservatório de óleo, suporte para fixação do cilindro de freio e flange em alumínio para instalação na roda.

Veja as fotos abaixo:

freio-disco-crf.jpg freio-disco-crf-2.jpg

 

Para comprar, visite o site da Adrenalina. Lá tem completa linha de peças e acessórios, não só para a CRF, mas para todas as motos. Clique no banner abaixo:

adrenalina-banner.gif

 

____________________________________________________________________

Mercado: Honda CRF230 X Yamaha TTR230

A Honda e a Yamaha produziam tanto a CRF 230 quanto a TTR 230 no Brasil mas toda a produção era destinada ao mercado externo. Com a baixa do dólar, o mercado nacional passou a ser uma opção e a Honda foi a primeira a vislumbrar a possibilidade de lançamento da CRF no mercado nacional. A partir de 2006 uma parte do que era produzido na fábrica de Manaus passou a ser comercializado no Brasil.

O mercado nacional, carente por modelos exclusivos para o off-road, aceitou bem a idéia e já em 2006 foram comercializadas 2.643 unidades em 3 meses, já que as vendas começaram em outubro. Em 2007 as vendas subiram para 7.383 unidades. A Yamaha, vendo o sucesso da rival, resolveu também destinar parte da produção para o mercado nacional e em novembro disponibilizou 1.000 unidades da sua TTR 230 no mercado.

Acontece que o estrago já estava feito, a CRF já era sucesso no mercado off-road e já tinha quase 10 mil unidades vendidas quando a Yamaha resolveu entrar na disputa. Prova disso é que depois das 1000 unidades disponibilizadas pela Yamaha aos concessionários em 2007, mais nenhum foi disponibilizado. Em 2008 a fábrica ainda não enviou nenhum modelo para suas concessionárias enquanto a Honda, apenas nos 3 primeiros meses de 2008, já disponibilizou 1.961 unidades aos seus concessionários.

Apesar de preferir o modelo da Honda, não creio que a CRF vende mais que a TTR porque a Honda seja melhor. Acredito que a pouca venda da Yamaha se deve à demorada decisão de entrar no mercado. Elas são quase iguais e tem quem prefira a Honda e quem prefira a Yamaha. Mas quando a Yamaha começou a ser vendida, a CRF já estava testada e aprovada pelo mercado nacional.

Placar até o momento:

CRF 230: 11.987 unidades vendidas (desde outubro de 2006)

TTR 230: 1.000 unidades vendidas (desde novembro de 2007)

* os dados foram extraídos do site da ABRACICLO

______________________________________________________________

Kit de competição para CRF 230: Ikat do Brasil / BBR Motorsports

crf-230-kit.jpg

Apesar do pouco tempo no mercado nacional, a Crf 230 já está há vários anos sendo produzida e exportada para vários países, como os Estados Unidos onde é comercializada há mais de 3 anos.

Agora são os acessórios e peças especiais para a moto que estão chegando com velocidade ao mercado.

Dentre as opções oferecidas, a Ikat do Brasil, dona da marca Booster, chega com uma linha completa e com o diferencial do “know-how” conquistado em parcerias com empresas internacionais, com destaque para a BBR Motorsports, que desenvolve peças para o modelo desde seu lançamento nos Estados Unidos.

O kit com todas as alterações, chamado de “Thales Vilardi Réplica”, consiste apenas na instalação de peças, nenhum trabalho “especial” é feito no motor ou suspensões. Quer dizer, são substituidos componentes por outros especiais que extraem uma melhor performance da CRF. A vantagem é que pode-se reconfigurar a moto no formato original quando se desejar. São diversas modificações que poderão ser adquiridas em conjunto, formando o Kit, ou separadas, peça a peça.

crf-230-alteracoes.jpg
Moto passou por 8 alterações, entre elas escape Dr. D, mola do amortecedor mais rígida e link da suspensão que eleva a traseira

Escape e Ponteira Dr. D - Escape em aço inox, e ponteira de alumínio 6061, em formato de “D” para maior volume de queima em menor espaço. Segundo a Ikat do Brasil traz um ganho de até 1,5 cv no motor original.

CDI Time BBR de Competição - Curva e avanços do time BBR nos EUA. Aumenta o avanço e estende o limitador de giro além dos 9800 RPM´s originais.

Link de Suspensão Traseira BBR – Feita de alumínio maciço 1 cm mais curta que a original, 50% mais leve. Equilibra o chassi. Eleva a traseira em 3 cm. Melhora posicionamento do piloto e ação da suspensão traseira.

Mesa BBR Ajustável para guidão Pro Taper ou Twin Wall – Feito de um bloco de alumínio maciço 6061 T6. Ajustável em duas posições. Evita torção e “flex” dos garfos originais. Melhora o posicionamento.

crf-230-mesa.jpg
Mesa BBR feita em alumínio

Molas BBR de Suspensão Dianteira e Traseira – Top de linha, padrão internacional. 30% mais rígidas que a mola original. Para pilotos com mais de 70kgs. Fabricação em Cromo Silício, temperada e “shot-peened” – resistente à fadiga. Fabricado visando longevidade e durabilidade para uso freqüente. Desenvolvido especificamente para o time BBR.

Ibooster (Amplificador de Centelha) – Compatível com todos os modelos nacionais e importados, motores 2T e 4T. Otimiza a queima de combustível. Reduz a carbonização das válvulas. Amplia potência e torque. Elimina a emissão de gases nocivos.

Horímetro - Este é um produto direcionado a manutenção correta monitorando o tempo de uso da motocicleta, identificando assim os períodos de manutenção.

*KIT BBR Comando e Molas de Válvulas - Comando com abertura exclusiva da BBR. Acrescenta 1 HP de potência, tornando motor mais agressivo em médio giro. Requer molas de válvula rígidas de cromo silício.

Na avaliação realizada pelo site motox “ficou claro que os produtos trazem benefícios. Em relação as modificações de motor, que são leves, elas não devem alterar durabilidade e confiabilidade e isto sem dúvida é outro ponto positivo. Única motocicleta nacional off-road a CRF 230F chegou superando a expectativa de venda. É natural que agora o mercado seja invadido por acessórios para o modelo. Num segmento em que os usuários estão sempre em busca de uma melhor performance, isto é muito positivo e vem de encontro aos anseios dos proprietários da nova Honda.”

Veja mais dados, fotos e vídeo do teste AQUI

85 Respostas para “Sobre CRF´s e TTR´s

  1. marcos

    eu tenho uma yz 450 nova sou campeo gaucho com ela corre muito da de 200 nessa crf

  2. Eudi Bertier Prata

    Ainda não andei de CRF, porém tenho TTR e me dou muito bem!

  3. luiz claudio todeschini

    OLÁ COMPREI UMA TTR 250 CC IMPORTADA ANO 200O, ALGUÉM SABE ONDE CONSIGO PEÇAS PRO MOTOR DESSA MOTO? E ALGUÉM CONHECE E PODERIA FALAR A RESPEITO DELA?
    VALEU

    CLAUDIO SC

  4. tiago #87

    eu comprei uma ttr230 mas antes estava com muitas duvidas mas agora eu
    tenho serteza que ela e a moto

  5. a ttr e muito melhor principalmente motor tem sobrando….e so colocar uma coroa de 50 d muito melhor torque..em pistas de motocross…aabraxx piloto cipó #811 e ja tive 2 crf 230 e 3 ttr 230 …..2007,2008-2008,2009,e 2012 muito boa

  6. Matheus Correia

    Breno44, Existe sim a possibilidade de desligar o farol. Há uma chave de luz para isso. Quanto a chave, não possui mesmo, mas, é só fazer como eu fiz. Comprar uma trava de disco, solução barata e a travinha é muito pequena .
    E Raafael, ja pensou na nova Shineray 250, parece ter qualidade e vi uma de perto. Imponente, parece uma importada!
    Abraço a todos!

  7. Rafaél Buttke

    Sou trilheiro e andei apenas uma vez na crf, não gostei, tenho 1,89m de altura e 96 kg, então acho ela muito pequena p mim, e se for a ttr então será pior ainda, visto que a distância pedaleira-assento é menor. Ando de tornado original, apenas ponteira V-pro e coroa de transmissão 48 dentes, ao invés do 38 original, tirando isso apenas um guidão wirtz com alongador, a moto é um canhão, apenas importadas ou nacionais preparadas p me deixar p tráz.No momento não existe outra opção p mim, visto que as importadas tem manutenção muito cara. É isso aí:
    “Barro suja a moto, mas lava a alma!!!”

  8. BRENO44

    Dia 25 agora vou dar o lance na minha TT-R 230,mas eu ainda tenho algumas duvidas sobre ela.
    Eu queria saber se da para apagar o farol dela ?
    Queria saber tbm se ela não possui chave,pq eu acho meio chato ter uma moto que não tenha chave,pq assim qualquer um anda a hora que quiser sem minha permissão.

  9. gostei muito da minha ttr to satisfeito to loco para colocar do lada das crf
    tem muitas e so a minha ttr 230 acho isso muito bacana fica esclusiva todo mundo olha para bela azulzinha .

  10. rodrigo

    estou com a ttr a 2 meses to loco de faceiro com ela apenas a suspensao dianteira e muito maçia para meu peso 81k vou colocar um emulador para ficar perfeita.

  11. rafael

    acredito q as duas motos sejam exelentes e como varios falaram depende da pessoa.e outra e que depende de alumas trilhas por ex tem trilhas q a tt´r vai se sair maelhor qe a crf e tem trilhas q a crf vai se sair melhor que a tt´r e tambem depende do piloto, do modo em que ele pilota.
    minha escolha final foi a tt´r por eu ser pequeno,tenho dez anos.

  12. a ttr e melhor,quanto no andamento .
    Mas ela tem um torque maior.

  13. Ola amigos tenho uma dt 180 mas ja tive a oportunidade de andar na ttr e crf e digo q a ttr é muito mais moto por causa do torque, vel.final e etc e alem de ser mais bonita fornece mais confiança ao piloto ja a crf não me palpitou muito akela moto e o visual ja ultrapaçado não ajudou e também a suspensão diantera é muito fraca.Essa é minha opinião gostem ou não yamaha vai ser sempre melhor.

  14. Charles

    Comprei uma TTR no inicio do ano, e estou muito satisfeito com ela, pois faço trilha todos os finais de semana e nunca me deixou na mão. As peças de reposição são de fácil acesso aqui na minha cidade. Acho que pra modalidade trilheiro, essas 230 são totalmente satisfatórias para quem quer começar, pois são leves, ágeis e guentam o tranco legal.

  15. Matheus Correia

    Nicolas, com todo o respeito, deve estar havendo algo incomum com a sua moto, ou muito provavelmente com a do seu amigo, tendo em vista que as informações gerais dão conta de que, em velocidade final, a TTR é superior a CRF, e, posso te dizer por comprovação própria, que, na prática, a TTR anda muito mais, visto que, possuo uma TTR, e, em todas as vezes que tirei “rachas” em retas com os meus parceiros aqui, que possuem CRF’s, sempre abri larga vantagem na distância sobre eles eles. Um abraço!

  16. julio cesar

    olha estou comprando uma crf230 mas nao sei nada de trilha e de cross quero ajuda… obrigado!!!!!!!!!!!!!!

  17. rafael

    TENHO 10 ANOS E ME CHAMO RAFAEL. COMO JANJAO CITOU A PEDALEIRA DA TTR E MAIS ALTA POR ISSO A TTR PARA MIM E MELHOR. DEI UMA VOLTA NA CRF, QUANDO CRESCER COM CERTEZA A CRF FICARA MELHOR

  18. Eu n tenho nenhuma das duas mais ate fim do ano quero ver se compro 1 pra tilha mais to em duvida entre a TTR-230 e a CRF-230 mais quando to com qual quero vejo comentários que me ponham a duvida de novo em qual comprar mais AXO q a TTR-230 seria melhor pra min porque tenho 15 anos fase 16 1,75 de altura 70 kilos que vcs me dirian en quaaal pegar

    te ++++ pra todos
    luiz henrique francisco beltrao pr

  19. nicolas

    esse andre luiz nao conheçe moto.
    no site http://www.crf230.com.br , vc falou que só tem CRFzeiros lá…
    óbvio, por isso se chama crf230 o site.
    tenho uma crf 2007, tenho ela até hoje e nunca mechi no motor por solta “LIMALIA”,um amigo meu tem uma TT-R, tem uma estrada que tem 1,2 km de reta, eu com a CRF e meu amigo com a TT-R decidimos fazer um “pega” pra ver qual das duas corre mais.
    não deu nem pro cheiro aquele TT-R.
    Resumindo CRF é moto o resto é lixo

  20. Matheus Correia

    Olá pessoal, como havia prometido, após cerca de pouco mais de um ano de convivência com uma TTR 230 e utra CRF 230, postarei aqui algumas observações que julgo úteis numa eventual dúvida em relação a escolha entre estas duas motocas.
    Pois bem, falando inicialmente da incaracterística mais marcante em relação à diferença de ambas, poso falar que a CRF tem mais torque em baixa rotação, tendo uma saída mais nervosa em 1a e 2a marchas, depois disto, só dá TTR, que é muito mais elástica. Quanto a suspensão, nota-se que a TTR é mais macia, transmitindo menos vibração para o piloto, na CRF a vibração é sentida principalmente na dianteira. Para trilhas mais travadas a CRF leva uma pequena vantagem por sair com o motor mais cheio, gerando mais “grip”, proporcionando uma melhor saída de curva, em compensação, esta se torna mais solta em capim e grama molhados, bem como em lamaçais, ao passo que a TTR é mais “assentada” , principalmente por sua traseira um pouco mais baixa. A CRF costuma fumar precocemente, a TTR já possuo a 01 ano e nunca vi sinal. O Ronco da CRF é mais encorpado e, portanto mas gostoso de se escutar, a TTR por sua vez, possui ma centralina no silencioso que pode ser usada para fazer menos barulho em pequenos deslocamentos ou funcionamento em áreas urbanas. A posição da pedaleira mais baixa da CRF da um pouco mais de conforto para os mais altos,posto que a da TTR é um pouco mais alta. Particularmente não gosto muito da posição de pilotagem da CRF q acho muito próxima ao guidão dando ma certa insegurança, prefiro a da TTR que é mais próxima do centro de gravidade da moto. Por fim, considero o acabamento das peças da TTR melhores que a CRF, o “pênalti” aki vai para os raios traseiros muito frágeis, já que são de 3mm, o melhor seria usar o reforçado de 4mm. Ja em relação à manutenção e peças é mais fácil encontrar para a CRF e por um preço mais acessível, entretanto, como tenho visto a CRF necessita de uma manutenção mais regular, principalmente no motor que não é tão durável quanto o da TTR. Em relação ao visual não tem comparação a TTR é muito mais bonita e atual. Posto isto, dou meu veredito à favor da TTR230, uma bela máquina que no geral leva uma pequena vantagem em relação a CRF.
    No mais, o resto é “bairrismo” Honda x Yamaha. Mas, quer saber mesmo minha opinião: A “Azulzinha” é simplesmente apaixonante, sem falar da exclusividade e do prazer de não ser apenas mais um na multidão.
    Foi paixão à primeira vista que se concretizou em tê-la, poder sentir o prazer em pilotá-la…
    Não trocaria minha TTR numa CRF nem a pau!!!!

  21. Ygor

    COM TODO RESPEITO DO MUNDO… ESSE ANDRE LUIZ É UM BABACA…
    naum to aki pra defende nenhuma moto, ate prq nunka andei de TTR e até pode ser que seja mekhor que a CRF, mas nunka vi alguem fala tanta merda junta num comentario!! Primeiramente vc entende de mecanica menos que meu sobrinho de 4 anos! Disse que a TTR tem mais gás que a CRF, ‘so te pergunto entaum o prq a Yamaha naum divulga qnts HP possui o motor dela??? Pode pesquisar ate inclusive lhe mando um link de uma revista renomada no mundo duas rodas sobre o motor (potencia em CV/HP) pra vc ver. Qnto a ter mais torque em altas a TTR, vai depender da finalidade, e dizer que a CRF só presta pra fumar e queimar óleo, ta de zuacao né?? Agora vem as piores… kkkkk…. a CRF naum tem filtro de óleo… kkkk, em que mundo vc vive?? Acho que nunka deve ter visto uma CRF mesmo… dizer que quando troca o óleo tem LIMALHA, só na sua moto isso que deve ta com o motor no pau entaum, prq motos com motor em dia nao soltam limalhas. Dizer que o motor da CRF é o mesmo da XR 200 foi mortal e ainda piorou a situacao (COMPROVANDO QUE NUM SABE NADA DE MECANICA) falando que o motor so foi aumentada a cilindrada o que dexa o cilindro mais fino… kkkkkkkkkk EU RI COM ESSA!!! Isso so ocorre com preparacoes caseriras de aumento de cilindrada, onde fazem GAMBIARRAS. pois o motor da CRF eh um motor feito 230 e naum um motor 200 preparado como insinuou o nosso amigo (ENG MECANICO … KKKKK). Quadro e cubos da BROS tbm foi forte, mas melhor nem comentar… Vlw dono da razao!! KKKKKKKKKKKKK QUANTO RI COM O COMENTARIO DESSE CARA!! O Eng. Mecanico da Yamaha!!! kkkk

    • cara voce tanbem nao entende nada ja botei camisa de crf em xr200 sem nem reabrir a crf so tem como na ttr223c e a ttr so tem 19cv eu medi na minha a ttr nao tem tanta força quanto a crf pois a ttr recicla
      o motor da xt225 ja a crf tem um canbio desenvolvido para pratica off-road dando asin potencia superior mas o ploblema da ttr e a relaçao corente coroa muito curtas so e botar um cubo de bros e coroa de crf que a reduçao fica maior que da crf e perde na final por que a crf na 6 marcha e muito curta!

  22. bruno pimenta

    Olha eu creio que a ttr e melhor q a crf embora ainda nao conheço a ttr, a crf eu conheço so porque eu tenho uma lander que e muito superior a tornado se for a mesma diferença entre honda e yamaha a ttr vai sobrar.

  23. wesley bayer

    olha pra mim a TTR é muito mais moto do que a CRF por que tem muito mais final e me parece ser muito mais agressiva sem falar no desing arrojado pra mim a TTR é a melhor, mas vai do gosto das pessoas também.
    VALEU ABRAÇOS.

  24. luan rosa

    moto é ttr o resto é pura onda

  25. URBANO DE A FERNANDES JUNIOR

    TENHO 52 ANOS , DOS QUAIS 28 NAS TRILHAS ; JA TIVE PRATICAMENTE TODAS AS MOTOS NACIONAS E IMPORTADAS , EXISTE NO MEU MODO DE PENSAR A MOTO PARA QUEM VAI COMEÇAR QUE SERIA UMA TTR 230 OU UMA CRF 230 DEPOIS SERIA UMA CRF250X ATE UMA KLX450 , TALVES PARA QUEM REALMENTE GOSTA DE ANDAR RAPIDO E TEM PREPARO UMA YZF250 OU YZF450 .COM O PASSAR DO TEMPO FUI APRENDEDO UM POUCO DE MECANICA E DEPOIS DOS 40 VOLTEI A ANDAR DE NACIONAL , FIZ DIVERSOS TIPOS DE MOTORES DA CRF 230 E CHEGUEI A UMA CONCLUSAO O MELHOR FOI KIT MASTER 240cc ,TRABALHO NO CABEÇOTE E SEM ESQUECER A SUSPENÇAO QUE DEVE SER A PRIMEIRA COISA A FAZER .HOJE ANDO DE TTR230 A PRIMEIRA ESTOU ABISMADO DE QUANTO ELA E MELHOR QUE A CRF230 ,FALANDO EM MOTO ORIGINAL ELA SO PERDE NO AMORTECEDOR TRASEIRO, NO RESTO GANHA EM TUDO ,ANDA MAIS ,FAZ MAIS CURVA ,POSICIONAMENTO MUITO MELHOR , PEDALEIRA MAIS ALTA OTIMO PARA PESSOAS DE ESTATURA NORMAL PARA AS 230cc. NAO E A MAIS VENDIDA DEVIDO A MIDIA DA YAMAHA .

  26. Amigos ,tenho uma ttr 230 2008 desde zero, e meu pai uma 2009 já com farol, a moto é show e dá pau na crf em varios aspectos. O motor da crf fuma com pouco uso, tenho amigos que tem crf 2007 e o motor ja ta fumando. Os donos de crf metem o pau na ttr , por usar o motor da xt, porém, os itens que davam pau no motor da xt como bobinas, estator e fusiveis foram modificados e alguns foram excluidos da TTR , e todo resto é diferente, o quadro(chassi) da TTR é outro, a suspensão é outra, a carburação é outra, relação de marchas e cambio da TTr é diferente, fora o rerto , tanque , banco etc…, A ttr é bem superior tecnicamente falando em relação a crf , só troco a minha se for por outra zero, ou para mudar para uma importada yamaha wr 250 ou 450.., Adorei a moto e o motor, que não baixa uma gota de óleo com 2 anos de uso em trilha, não dá manutenção nenhuma, é leve , economica ,robusta, ágil e princi´palmente bem mais gostosa de pilotar que a CRF, o motor tem até que muito gás para seu tamanho, e não fuma nem fria nem quente como a crf faz. A TTR é mais valente que a crf pra andar, em alta com cabo enrolado se for tirar a diferença entre as duas pode dar tchau e jogar poeira nas crf, isso já foi relatado em testes comparativos entre as duas e já pude conferir na prática, o motor da crf só tem pouco mais torque em baixa, do resto só presta pra fumar e queimar óleo, mais na TTR não falta torque de jeito nenhum em baixa, o torque da ttr é ótimo e as marchas são muito bem acertadas, o motor da ttr tem filtro de óleo , já a crf não tem , o que é muito útil pois toda troca de óleo eu limpo meu filtro e sempre tem limalia ou alguma sujeirinha normal do motor, que no caso da crf fica circulando e prejudicando o motor, fora dizendo que o motor da ttr tem muito mais vida útil que a crf, pq a crf tem mesmo motor das antigas xr 200, nx 200 e cbx 200 da honda, onde foi aumentada a cilindrada original de fábrica de 200 para 230, o que faz o motor desgastar bem mais rápido pela parede do cilindro ser bem mais fina nas CRF´s, por isso hj tem um tanto de crf 230, principalmente as mais usadas 2007 fumando, e muitos, nem mesmo os donos de CRF sabem desse detalhe do motor, que é das xr 200 e tal… e tbm vale lembrar que a crf usa o mesmo quadro da bros 150 e os mesmos cubos de roda tbm, Quem ainda quiser tirar as duvidas, pesquisem no google, motor crf, ou crf 230 fumando, vcs vão achar varias coisas a respeito, e ate tem um site ruim, http://www.crf230.com.br, nesse site eles só metem o pau e inventam mentiras das TTR, ate fui bloqueado nele por querer dar minha opnião no comparativo CRFXTTR, só tem CRFzeiro naquela coisa, e lá no site, os proprios donos de CRF já comentam e tentam tirar duvidas dos motores das suas CRF fumando!! dai eles ficam tentando achar pelo em casca de ovo, dizendo que é normal a moto fumar, que é só trocar anel , que é pq o motor não foi amaciado direito , que é óleo do filtro de ar que queima e ai a moto fuma, parece motor descartavel..!!! com 3 ou 4 anos de uso, na maioria das veses 1 ou 2 veses por semana e ainda fuma, e ainda acham normal!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.. eu to achando é bom CRF 230 fumar, porque pra dono de crf só a crf é boa, e a ttr é ruim!! se contentem agora com as CRF fumeiras das trilhas!! espero ter ajudado a esclarecer algo, pesquisem e vejam que a TTR é muito mais moto, eu vi e vejo isso na prática e nas trilhas!! abraço a todos!!!

  27. Carlos Henrique

    Meu irmão tem uma CRF230 e a moto é ótima. Eu ando de tornado que também acho uma moto muito boa mas o peso em trilhas travadas faz com que a CRF e aTTR sejam uma melhor escolha….Atualmente comprei uma TTR que “parece” muito com a CRF em tudo. Ciclistica, torque, final…troco uma pela outra. São duas motos excelentes…optei pela TTR nova2010, pelo preço R$ 10.000,00 em 6 x no cartão sem juros na DISTAC-RJ, e pelo visual que me agrada muito mais. Acredito que a escolha vai de gosto porque as duas motos são muito boas. A TTR abaixou o preço e vai vender muito. Quem ganha com isso somos nós que vamos ter motos mais baratas para comprar. Esse é outro motivo que me fez escolher a TTR. O mercado de peças da ttr vai procurar se igualar com o de crf rapidamente, fiquem certos disso e pensem na escolha. ABÇ.

  28. Tenho um TTR 230 2008 fazem dois anos, dá moto nao tenho nada á reclamar , pelo contrário, só elogios. Ela é leve , agil, motor na medida certa, ótimas suspensões, e design atraente. A moto não baixa uma gota de óleo , não fuma nem fria nem quente de maneira alguma, ótimo motor, freios muito bons. Em relação a crf prefiro a ttr, por vários motivos. o primeiro é do motor, que eu acho o principal em veiculo “automotor”, e o motor da crf 230 é o mesmo das motos 200 cc antigas da honda, das xr 200, nx 200 e cbx 200, por isso a crf 230 tem motor aumentado de fabrica, o que resulta em uma menor durabilidade se comparado ao da ttr 230, porque a ttr usa o motor da xt 225 da yamaha, que é originalmente projetado para 230 cc e não foi modificado. O segundo é que a crf 230 não tem filtro de óleo no motor , já a ttr tem filtro de óleo , o que é mais um ponto positivo inclusive para deixar o óleo sempre “limpo” e contribiur para maior durabilidade de motor. A diferença entre as duas é que a crf 230 tem mais comercio , mais variedades de peças a acessórios, porém acho a ttr 230 mais moto, a TTR é mais maquina e tecnicamente superior em relação a CRF 230, mas brasileiro não sabe comparar, e compra moto honda pela popularidade e fama, e isso faz com que a CRF 230 seja a mais vendida na categoria, mesmo a TTR 230 sendo melhor moto do que a CRF. Resumindo, CRF É MODA, TTR É FODA..!

  29. ja tive 3 crf´s 230 e 2 ttr 230, todas sempre originais, nao troco nada apenas acrescento em todas guia de corrente, guidon wirtz e manete e manicoto wirtz, e protetor de mao mais nada, andei de crf tres anos , moto excelente , nao prescisa de mais nada, anda bem prinicpalmente em trilhas fechadas, economica, manutencao excelente a moto nao da problema,e ando por aqui em toda a regiao(uberlandia, estrela do sul, patrocinio, patos, araxa, delfinopolis etc), morros, muito barro, poeira, todo tipo de terreno, e aprovo a moto, agora a ttr-230, pra mim e tudo, tudo de bom que falei da crf a ttr bate dobrado, logico que na manutencao e um pouco mais cara, mais tambem nada anormal vale o custo, suspencao e de primeira, eu tenho 1,80 sinto que a pedaleira e um pouco mais alta, mas acho que ate melhora o desempenho nao troco por moto nenhuma importada, no momento estou com uma ttr-230 e uma husqvarna te 250 2006, terceira trilha a husq ja fundil me deixou na mao, credo nem vou mandar arrumar,vai ficar la, e se alguem tiver interesse 34-96620102

  30. marcio ribeiro

    comprei uma TTR 2008 em mto bom estado, modificada somente guidão e alongador, CDI, e ponteira. até agora fiz 2 trilhas com ela, e estou satisfeito com o desempenho da moto, mto economica, leve, e com boa potencia. andei antes de CRF e não ví diferença nas duas. o que realmente tem diferença é o preço, TTR 2010 0km: R$10900,00 e CRF 2010 0km: R$12900,00.
    na minha opinião, com a diferença de valor vc equipa a TTR e sobra. então com o valor que eu pagaria numa CRF (R$ 12900,00) compro uma TTR 0km toda equipada. então é melhor pagar 12900,00 e pegar uma TTR equipada, do que pegar uma CRF sem nada.

  31. Ronaldo 22

    a tt-r é bem melhor qe a crf… apesar da crf ser mais cara com o dinheiro qe você economiza na tt-r vc da uma preparada na suspensão e fica show!

  32. Danillo

    Francamente, são motos muito boas, mais pequenos detalhes implicam em grande diferença, pra mim, o preço influencia bastante na escolha, mais tem um defeito da TT que me tira do sério, moto de trilha sem farol?! estou satisfeito com minha CRF

  33. um bando de animal

    cabeça, a melhor moto do mundo é a 250x o resto é lixo domestico

  34. Gabriel

    Na boa, sobre a preparação Polaco.. Pagar R$9110,00 pelo “tapa” completo… Prefiro pegar uma importada zero

  35. CRF É MODA.. TTR É FODA!! QUEM JA ANDOU NUMA TTR SABE DO QUE EU ESTOU FALANDO, A CRF TEM MAIOR VARIEDADE DE PEÇAS NO MERCADO, MAIS ISSO NÃO QUER DIZER QUE A CRF SEJA MELHOR, ISSO É O MERCADO BRASILEIRO! ONDE SÓ SE VE EM GRANDE QUANTIDADE MOTOS PEQUENAS 125 CC DA HONDA, QUE CONQUISTOU O MERCADO E VENDE MAIS PELO NOME. ATE PORQUE SE OLHARMOS A MAQUINA , A TTR É SUPERIOR EM RELAÇÃO À CRF. A TTR TEM FILTRO DE OLEO , A CRF NÃO. A TTR TEM UM MOTOR PROJETADO ORIGINALMENTE COM 223 CC, QUE É O DA XT 225. NO MOTOR DA CRF, FOI AUMENTADA A CILINDRADA DE 200 PARA 223, POIS UTILIZA O BLOCO DAS ANTIGAS XR 200. O PEDAL DE CAMBIO E FREIO TRASEIRO DA TTR SÃO RETRATEIS, NA CRF SOMENTE O PEDAL DE CAMBIO É RETRATIL E O DE FREIO É COMUM DE SE VER AMASSADOS NAS TRILHAS. O TANQUE DA ATUAL TTR TEM 8 LITROS, ENQUANTO O DA ATUAL CRF TEM 7, O QUE DA MAIS AUTONOMIA PARA TTR. O MOTOR DA CRF É MELHOR EM BAIXA ATE MÉDIA ROTAÇÃO, ENQUANTO O DA TTR É MELHOR DE MÉDIA ATE ALTA ROTAÇÃO (JA ANDEI NAS DUAS E VARIOS TESTES COMPARATIVOS CONFIRMAM ISSO). E SE FALANDO EM DESIGN E ESTILO A TTR BATE FEIO NA CRF, QUE PARECE MOTO ANTIGA COM AQUELA FRENTE “RETA” E FAROL QUADRADO. E AGORA O NOVO MODELO 2010 DA TTR 230 COMERCIALIZADO A PARTIR DE NOVEMBRO DE 2009 VEM COM O FAROL DA WR 250. ENFIM , AS DUAS MOTOS SAO SHOW. A CRF É MAIS DIVULGADA E POPULAR(NO BRASIL), MAS A TTR É MAIS MÁQUINA, EU FUI E VOU DE TTR! ABRAÇO A TODOS, ESPERO QUE MINHAS INFORMAÇÕES SEJAM UTEIS PARA QUEM AINDA NÃO TEM OPNIÃO FORMADA!

  36. Marcelo Costa

    Boa nOite!!!

    EStou num duvida incrivel ecompro uma CRF ou uma TTR, pois cada hora ouço uma coisa , masachoque vou arriscar na TTR para ver o que vai dar , a muito tempo atás andei numa CRF mas não me lembro mais da sensação , vou adaar novamete e também em uma TTR pra tirar a duvida.

  37. Marcelo Costa

    Boa nOite!!!

    EStou num duvida incrivel ecompro uma CRF ou uma TTR, pois cada hora ouço uma coisa , masachoque vuarrscar na TTR para ver o qe vai dar , a muto tempo atás andeinum CRFms nõa me lembro mai , vou tnar andrnovametee também e uma TTR pra tirar a duvida.

  38. esta bem,a ttr eh boa,mas leva em consideração,o custo benficio da ttr,alem das peças da yamaha serem muito mais caras do que a honda,alem de demorar para chegar na loja,os equipamentos,eh muito mais facil voce achar um acessorio para a crf do que pra ttr,alem da hora da venda,que as pessoas preferem muito mais a crf do que a ttr!!!!vlw

  39. frederico

    possuo uma TRR 230 olha aki na minha regiao to por ver crf 230 chega perto n fiz nd na moto ORIGINAL, a ttr so fica atraz da crf rn largada mas nd q quando se coloca a 3º n passe voando.
    e uma outra coisa q a crf tem de melhor é a quantia de pinduricos pra ser colocados.
    mas fico com trr 230 na veia..

  40. Nadson Siqueira

    Ganhei uma xtz 125 da yamaha 2009, mas meu sonho sempre foi ter uma ttr 230 ou uma crf, ai quem tiver uma que queira trocar favor me ligar no 38 91716393, nao emporto ano de fabricaçao..
    nadson – Sao joao da Ponte – MG

  41. tenho um tornado 250 estol muito satisfeito com ela porem pretendo ir para uma crf 230.
    a tornado tem mais durabgilidade no motor e + suspenção que a crf + a crf e menor e + leve porem fica + facio o dominio da moto.
    essa istoria de crf tem + arrancada e – final eu ñ concordo com isso já fiz o teste pesoalmente eu na minha tornado 2007 e um colega na crf 2007 ele levou vantagem em todos os sentidos ainda teimei com ele e pedi para trocar de moto eu na crf e ele na minha tornado e eu levei a vantagem em todos os sentidos.
    i ai qua é a melhor tornado,crf ou ttr 230
    eu quero pra tudo trilha,velocross e motocros.

  42. acioli nonato

    possou uma crf 230 toda original, mas queria uma orientação para deixa-la com mais final. vou experimentar um pinhão de 14 dentes porque na minha região não temos muitas subidas de morros, inclusive, os sertões já passou em minha cidade 6 vezes e é considerada depois do jalapão o pior trecho da prova. este ano eles a etapa maratona começou aqui em barra-BA.

  43. caio #1

    cinceramente né pq tenhu uma ttr mais acho melhor q a crf ñ q a crf seja uma moto ruim mais a ttr é d+

  44. corrí 7 anos de DT200 e agora já 2 anos de LANDER e sei dizer que moto é YAMAHA e o resto é pura onda…

  45. Rafael Cantisani

    Ola eu tenho uma TTR230 é uma moto mto boaaaa macia leve anda bem é uma otima aquisição , eu gosto dela hum amigo tem a crf230 mas eu prefiro a minha pois ela fala por si msm na trilha.
    Obs: to vendendo se alguem estiver entereçado me passem um e-mail brigado.

  46. Arquimedes Felipe

    Blz, bom eu tenho 1 CRF 250x tem como fazer essa melhoria nela tb como fizeram na 230F ??? e realmente concordo CRF nao perde hein nada p/ 1 importada possuo 1 KDX 200 e foi dificil na 13°etapa d induro dos inconfidentes aqui em Ouro Preto-MG……TTR and CRF andarao d 1 forma incrivel… na pisca de cross incrime naqual motor falaria + alto o desempenho dos + leves e ageis deixarao RMX ate YZ p/ traz….
    Vou vender minha KDX pra poder comprar agora 1 TTR pois nada melhor do que unir util ao agradavel e ter + chances em enduros… espero respostas…vlws obrigado pela atençao….

  47. André

    A TTR é show de bola mesmo, só quem tem uma ou já andou pra notar a posição muito mais confortavel de pilotar se comparada à CRF. O motor gosta de rotação, em médias e altas é que a tocada fica alucinante, porem, até sobra torque em baixa!! mecânica, freios, suspensão, cambio , design, tudo muito bom! A honda não fica atrás, na frente também não, as duas tem suas particularidades, andei nas duas e a CRF tem torque pouco maior em baixa, mais essa diferença é quase imperceptivel , se levarmos em conta que o motor da TTR é mais “vigoroso” em médias e ate altas rotações, o resto é muito semelhante. Enfim, a TTR foi muito criticada em relação à CRF desde seu lançamento, a velha rivalidade HONDAxYAMAHA, mais na prática, a TTR vem mostrando que não perde em nada pra sua concorrente como muitos diziam e ainda dizem, e não é átoa que vem ganhando cada vez mais fãns e propietários muito satisfeitos, eu sou um deles..!

  48. romo ferreira

    Andei na CRF e gostei mais da TTR, porque esta última é bem mais confortável. Sente-se isso no braço que na CRF fica mais tenso após a pilotagem por vários quilômetros. A TTR tem um câmbio mais próximo das importadas do que o da CRF, na minha opinião. Depois que a TTR abre gás de 5ª e 6ª no talo é ruim da CRF pegar a TTR. No mais, são duas motos muito parecidas. A CRF empolga pelo barulho mais abafado e por ter mais tesão em 1ª, 2ª e terceira marchas. No mais, são bem parecidas e ambas são divertidas de tocar. Enfim, diversão garantida.

  49. Paulin

    Ñ tenho nem a TTR nem a CRF mais ja corri nas duas e TTR-230 é muito melhor que a CRF-230 tem mais arranqe corre mais .
    A TTR-230 é bem rasuda a CRF-230 arranca é depois morre.Conclusão a TTR-230 é melhor

  50. André

    eu tenho uma TTR e nao falo mal da CRF, o que muitos fazem por ai e vice versa!. Defendo a TTR das mentiras que falam ai de que a moto quebra a cada 5 trilhas e muitas outras que inventam!!
    Adorei a minha yamaha 230, e ate prefiro ela pq a honda já está igual “carne de vaca”, todo lugar tem uma!! Eu escolhi a TTR pelo design mais bonito, e o resto me deixou muitissimo satisfeito. e não troco ela pela honda, apaixonei!! A pequena diferença entre as duas já falei nos posts (respostas) ácima. quem tiver duvida ou pergunta sobre a YAMAHA TTR 230, é só perguntar que eu respondo, abraço a todos.

  51. André

    Estou postando varios recados pra deixar claro opniões que valem à pena, porque tem nego falando que TTR quebra a cada 5 trilhas. pra começar, se quebrou diz ai pra gente o que foi quebrado e mande fotos comprovando , quem fala isso nao conhece de moto ou nao sabe andar pra quebrar. ESTOU MAIS QUE SATISFEITO COM MINHA TTR, A HONDA É TAO BOA MÁQUINA QUANTO A CRF, NENHUMA É MELHOR DO QUE A OUTRA , JA ANDEI NAS DUAS , AS DIFERENÇAS FICAM POR CONTA DO PILOTO E DE SUAS HABILIDADES, E NAO PQ UMA “DÁ PAU” NA OUTRA!

  52. André

    Tenho uma TTR faz um ano, e ja andei na CRF de um amigo. As duas são exelentes e muito parecidas, a diferença é que o torque da CRF vem mais cedo , porem a TTR se mostra um pouco mais agressiva quando o motor está em giro mais elevado do que a CRF. O resto é tudo muito igual, mais o design da TTR me agrada mais, ate pq já coloquei um farol ACERBIS na minha. Essa história de TTR quebrar na trilha é papo furado! quem fala isso é pq nem nunca andou em nenhuma das duas!

  53. JUAN

    tive xr 200 um bom tempo, to em duvida qual comprar crf ou ttr? e agora o que eu faço?………….

  54. luciano brandao santos

    tenho uma ttr ja faz um ano durante esse periudo botei a magrela a prova mesmo e posso t dizer com toda serteza a moto e esselente……

  55. Daniel Jobim Badaraco

    Estava em dúvida entre a TTR e CRF….vou de TTR.

  56. nego drama

    eu adoro trilhas temho 30 anos ainda nao tenho
    a minha CRF porque nao tenho condiçoes financeiras mas assim que tiver comprarei a moto dos meus sonhos

  57. romo ferreira

    Adquiri uma ttr em fev/09. Ponto altos: motor em alta e design (muito bonita). Em baixa: batentes da base da mesa inferior (susp. dianteira), é fácil de quebrar em tombos e custa caro uma mesa nova. É muito econômica e chama atenção por onde passa. Aconselho assim que pegar a moto nova mandar apertar os raios de rodas.
    Romo – Petrópolis-RJ

  58. Vinicis Eustáquio

    Eu por enquanto tenho uma TWISTER mas já andei nas duas(TTR E CRF)eas duas são otmas mas eu prefiro ficar com a CRF(a vermelhinha).
    Por causa do motor suspensão e diversas coisas que se eu for escrever a qui é foda né;e outra se vcs facinados por YAMAHA ela é asim se a HONDA faz uma moto qual qer depois de alguns meses ela a bonita da YAMAHA faz tudo ,,,faz tudo NãO ela tenta fazer melhor mas a HONDA é quem da inicio e continua e tira onda MESMO (para as VERMELHINHAS um GRADE ABRAÇO de Viny da TWISTER E PRA AS AZUS só Lagrimas.Criatividades YAMAHA!!!!!!!!!!!!!!!!!)
    EX:CRFxTTR.

  59. Vinicis Eustáquio

    Eu por enquanto tenho uma TWISTER

  60. eu adorei eu senpre qui uma desas

  61. Lincoln Carreiro

    Andei muito tempo de DT 180 e 200, passei para KDX 200 e estava de tornado. Tinha uma dúvida cruel entre CRF e TTR. Optei pela TTR pela condições favorávei de compra. Não me arrempendi. A moto é maravilhosa e não deixa a desejar em relação a CRF. A performace da TTR é
    excelente nas trilhas e o que define mesmo é a tocada de cada um. Em matéria de máquina são equivalente TTR e CRF.

  62. Alexandre

    Outra coisa, não podemos comparar as motos com modificações de motor. Cada uma pode se adapatar de uma jeito e ter comportamento diferente, sendo assim perdendo as características de fábrica, então não valendo a comparação.

  63. Alexandre

    Tenho uma TTR a 8 meses e posso dizer que a moto anda muito e é show. Esse negócio de dizer que a CRF 230 é melhor é conversa de quem é fã de Honda e não gosta de outros fabricantes. As duas motos são muito boas e cada um tem sua preferência. A minha é pela TTR 230.
    OBS: Já andei nas duas antes de comprar.

  64. Entre a crf e a ttr prefiro as importadas. Tem de melhor o motor e o resto.

  65. Deninho

    Tenho uma crf 230 preparada, passei ela para 270
    ganhão para andar, e acho uma crf bem melhor que a ttr, eu tive as duas por isso fala isso e olha que a ttr que tive passei ela para 290 e ela naum andava igual a crf 270 por isso naum mudo minha opinião.

  66. gildo

    ai tchê! ando de ttr- 230 em pistas, pois, participo de campeonato de motocross amador a motinha manda ver da pau em tornado com kit 293, e não fiz muito coisa para não dar quebradeira como os primeiros kits da tornado, já andei de tornado e lander, hoje em dia os kits das tornados são bem resistentes, na minha ttr coloquei pistão, anéis e carburador todos originais de tornado, além de cdi eletrônico com chave de comando no guidão, coroa 44 dentes pois fica com muito mais final, [ largo na 2ª marcha tranquilho} endureci um pouco as suspenções, faz 10 meses que anda todos os fim de semana, agora que troquei pistão e anéis, o cilindro não prescisou fazer nada, pra finalizar o banco preenchi com esponja deixei reto igual a importada para compensar a altura das pedaleiras. qualquer dúvida pode entrar em contato mando foto para olharem o banco,
    gildo4@gmail.com

    abraços a todos os trilheiros e pisteiros, ha, ha, ha

  67. Galera, seguinte.. uki me parece que cada um defende seu lado. Só vou falar da TTR sem criticar a CRF por nao ter andado com ela ainda, portanto falo de boca cheia que stou satisfeitíssimo com minha ttr

    Estou a 4 meses com ela, trilha todo final de semana e NUNCA me deixou na mão, e acredite ou não, aqui não tem moleza, a galera pega meio pesado..

    Super confortavel e economica, muito fácil de manobrar e ultrapasar obstaculos em trilha mais travada.. enfim, só elogios. Já que faço manutenção regular, sempre mantendo filtro limpo e trokando óleo a cada 4 ou 5 trilhas, até hoje só tive que trocar pneus, 2x pastilhas dianteiras, 1x a lona traseira, e um manete que kebrei em um tombo. Meus amigos.. manutenção “0”

    Espero que possa ter ajudado a clarear a cabeça de quem esteja em duvida.

    Abraço a todos trilheiros..

    videos nosso no you tube: digite rogeriogolenda

  68. juliano frota

    fui um amante de crf230 ate conhecer a ttr230 da banho na crf ok.

  69. Gostaria de saber qual o nivel de CO2 que a YAMAHA recomenda para a TTR 230, não vem escrito em lugar algum do manual, para variar a yamaha faz uma bela máquina e depois não da assistencia devida!

  70. Alessandro

    Eu amo a minha TTR, é brava , macia, linda, econômica, resistente, não quero outra moto, tinha uma CRF andei numa TTR de um amigo e não tive dúvidas troquei e to satisfeito.

  71. wLucas

    Aí pessoal, tenho uma ttr 230 , tirei zerada, como sou iniciante, no inicio apanhei um pouco e por andar com o pessoal das crf e tornados, achava que a motoca tava ficando devendo, bom isso eu “achava”, agora que to melhorando a tocada percebi que são motos muito parecidas, não creio que exista grande diferença nas motos originais, o fato é que o que manda mesmo é a tocada de cada um, a ttr leva uma pequena vantagem na hora de enrolar o cabo, ela anda mais mesmo, é verdade, em contra-partida a crf é um pouco mais forte em baixa, ou seja, vamos falar as impressões com sinceridade, to vendo uma moçada falando por despeito ou sem conhecer a moto , então , peguem leve ok??? a ttr ja´tem um motor conhecido e confiável, essa história de dar pau na quinta triliha é conversa ou algo aconteceu de errado na manutenção ou no tocar a moto, ttr é campeã de vendas fora do Brasil, e não se esqueçam que a mesma se apresentou no mercado muito depois das crf s , daí a grande diferença de quantidade das que estaõ rodando, ok???? Abraço!

  72. pedro

    eu preferi a TT-R porque eal eh mais bonita exteticamente,não gosto da frente da CRF,
    em questão de motorização,suspençao não posso dizer nada porqueeu nunca andei em uma CRF !
    mais a TTR é muito rapida,confortavel , suspençao….
    só não me agrada em nenhuma nesse aspecto o freio traseiro pois nas duas motos são de TAMBOR!! a minha TTR valeu a pena ,nunca me deixou na mão e não me arrependo ter comprado ela!!!!!!

  73. marcosss

    tenho uma crf 230 sou um feliz proprietario de uma moto que nunca me deixou na mao,nunca quebrou e nem parou ………….ja um amigo meu e sua maquina chamada ttr de 5 trilhas, 3 ele voltou para casa a reboque uma delas sendo rebocada pela minha vermelhinha,,,,,,,,,,, sei la mas impressao nao foi boa,,,,acho que nao dar liga,,,,quem quiser uma yamaha por que gosta da marca, entao compre uma wr250,,,,,,valeu,,,

  74. Hugo de Sousa

    Procuro o Manual de Utilizador da Yamaha TTR 250 de 1999

  75. Leonardo

    Boa noite,
    gostaria de saber se vc vende motos.
    Se sim
    quais os modelos… estou começando agora
    pretendo comprar uma usada
    de até 3.500,00$

    se puder me indicar um modelo eu agradeço

    caso possa… por favor responda no email

    Grato.

  76. wilson

    AINDA nao tenho nenhuma das duas mais sou louco pela ttr mais ainda estou na duvida entre as duas mais pelo que me parece para min a ttr vai ser melhor , espero comprar uma das duas ate o final do ano….

  77. Adila

    Não tenho a CRF e nem a TT-R mas meu sonho é a CRF,ela é linda, ela é meu sonho…
    Eu tenho 16 anos e sou fanática por moto.

  78. claudio sousa

    FUI PROPRIETÁRIO DE UMA CRF 230 GOSTEI MUITO DA MOTOCICLETA ELA É MUITO MACIA A PILOTAGEM ESPETACULAR E O MOTOR MUITO RESISTENTE MAS ATUALMENTE SOU PROPRIETARIO DE UMA TTR 230 COMPREI PARA ESPERIMENTA-LA A MOTO É UM SHOW EM RELAÇÃO A CICLISTICA EXELENTE ,SUSPENSÃO DEI UMA PREPARADINHA ,TROQUEI O ESCAPAMENTO E UM GUIA DE CORRENTE ,COM ESTAS ALTERAÇÕES NÃO ESTOU TENDO NENHUMA DIFICULDADE PARA ENCARAR MORROS CABEÇUDOS EM TRILHAS OU MESMO EM CIRCUITO DE CROOS COWNTRY NAS DIVERSIDADES DOS TERRENOS ,AO ENFRENTAR AS CRF 230 X TTR 230 POIS HÁ UMA RIVALIDADE DAS VERMELHINHAS COM AS AZULZINHAS ACHO QUE O MOTOR DA TTR 230 É MAIS VALENTE QUE OS DA CRF 230.
    INDICO A TTR 23O ESSA É PARA CHEGAR NA FRENTE MESMO A CRF 230 PREPARADA NÃO ANDA AO NIVEL DA TTR 230 .

  79. #55

    tenho uma ttr,e acho que a ttr da pau na crf
    msma comparaçao de “gol x golf”

  80. GUSTAVO MG

    TENHO UMA CRF230 E UMA TTR230 A TTR DA UM SHOW NA CRF TODOS OS TRILHEIROS DA MINHA REGIÃO TÃO TROCANDO PARA TTR

  81. Matheus Oliveira

    Eu particularmente acho a TTR melhor q a CRF!
    Porém acho que muita gente compra a crf por popularidade e por ser honda….tem gente que nunca ando em nenhuma das duas e diz q a ttr eh um lixo,e a crf eh boa!

  82. eu ando na categoria velocroos. Gostaria de saber de alguem que prepara a pop 100 para velocross

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s